Resifluxo alinhada com a INDÚSTRIA 4.0

Jul 10, 2019

A Resifluxo, no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte – Portugal 2020, tem em curso um projeto de Vale de Inovação, que tem por base o diagnóstico de soluções i4.0 para Linhas de Produção / Transformação.**

O objetivo foi identificar necessidades e oportunidades no âmbito da digitalização de processos de produção – acondicionamento, triagem e tratamento ou valorização de resíduos. Vive-se atualmente, a nível global, uma profunda alteração de paradigma nos processos de produção e de comércio. A Quarta Revolução Industrial está a transformar a forma de fazer negócios no mundo inteiro e em todos os setores da economia.

Com este Vale de Inovação, aprovado em Março de 2018, a Resifluxo tinha como objetivo definir uma estratégia tecnológica própria e adotar tecnologias e processos associados à indústria 4.0, com vista à melhoria da competitividade da empresa. Para tal, foi elaborado um diagnóstico e plano de ação, conducente à digitalização dos processos da unidade produtiva da Resifluxo, em Fafe. A Resifluxo tem vindo a apostar na melhoria contínua dos processos, bem como na adoção de uma estratégia de crescimento baseada na inovação, diversificação e flexibilização dos seus serviços. Para o incremento da competitividade da Resifluxo é essencial a identificação de oportunidades de digitalização do processo produtivo e minimização das suas fragilidades, numa ótica de redução dos custos pela otimização da linha do processo produtivo, suportando a sua progressão na cadeia de valor e orientação para os mercados externos.

O projeto já se encontra na fase final, e é possível identificar um conjunto de objetivos atingidos, nomeadamente a aplicação de tecnologias digitais mais adequadas ao processo produtivo; maior eficiência no processo produtivo (otimização de recursos energéticos e de matérias primas e redução de custos); redução dos prazos de produção; maior controlo e inerente flexibilidade do processo produtivo; maior facilidade no acesso a novos segmentos de mercado internacionais, pelo aumento da competitividade.

E é nesta ótica que a Resifluxo, aliando a inovação com a experiência e know-how de atuação nos mercados externos onde já tem presença, nomeadamente, Espanha, Angola e Países Baixos, tem a pretensão de alargar a sua atuação para novos mercados estratégicos.